Arquivo da categoria: A Culpa é das Estrelas

[Resenha] A Culpa é das Estrelas, John Green.

 Olá meus amores, quanto tempo né? (Um dia). Hoje vamos fazer a resenha do livro “A Culpa é Das Estrelas” que já foi postada no vlog, se você prefere assistir uma resenha do que ler, é só você ir correndo para o final do post, aonde você vai ver o vídeo e espero que goste! Mas se você prefere ler uma resenha mais detalhada, com coisas a mais, eu te aconselho que você continue lendo esse post. Esse foi o meu primeiro livro do John Green apesar de já ter ouvido falar sobre ele várias vezes, sobre o livro em si, e sobre Cidade de Papel, Teorema Katherine, etc. Eu logo no começo no livro, ou até menos, só na sinopse atrás do livro, já sabia que seria uma leitura ótima. O John Green faz jus a tudo que falam dele, sua escrita é boa mesmo, a história foi bem construída  ele sabe como prender uma adolescente. Com a história de uma menina que foi diagnosticada aos 12 anos com Leucemia que se chama Hazel, John Green conseguiu deixar um romance bem água com açúcar, mas nada clichê, para a nova geração. Hazel, é uma menina normal, como qualquer uma, ela gosta de ler, escutar música, etc. Só tem um porém, o último parágrafo de sua vida, foi escrito após o seu diagnóstico. Eu particularmente não concordo com essa comparação que o autor fez, porque ela sabia que iria morrer. Eu discordo. Acho que o seu último parágrafo ainda não foi escrito, mas podemos dizer, que um dos parágrafos de sua vida, foram feitos pelas mãos de um menino que todas nós leitoras gostaríamos de ter. Augustus Waters, também conhecido como Gus mas para o final do livro, também teve câncer e por isso teve que amputar uma perna, mas nada o impede de querer mais e mais Hazel Grace. Os dois começam a viver juntos e conversar, após um encontro em um Grupo de Apoio, que por acaso, um dia Augustus foi graças a um amigo em comum. O livro vai te impressionar com a capacidade do ser humano de amar, mas que não aproveita isso na maioria das vezes. Juntos Augustus e Hazel vão enfrentar, fraquezas, metáforas e segredos necessários para a vida de ambus. Uma história comovente, mas que ainda precisa ser continuada. Como diz Markus Zusak o autor de “A menina que roubava livros” “Você vai rir, chorar e ainda querer mais.” e é a pura realidade. Eu necessito da continuação, preciso que minhas respostas sejam entregues e rápido. É isso, eu espero que vocês tenham gostado, até mais 😀
Anúncios

Afinal, A Culpa é das Estrelas mesmo?

Afinal, A culpa é das Estrelas mesmo John Green? Eu após editar um vídeo que vai ao ar para vocês na Segunda-Feira (21/10/13) eu parei para pensar e eu acabei achando várias perguntas, que não foram respondidas pelo João Verde no livro!!! Por exemplo, porque o nome do livro é “A culpa é das estrelas”? O que aconteceu com a Hazel? Então, eu achei um site, exatamente aonde respondem algumas dessas perguntas, que foram respondidas pelo próprio John Green, mas mesmo assim, me fizeram ter mais perguntas, e criar esse post para vocês.




























John Green, explicou que o nome do livro se chama “A Culpa é das Estrelas” porque ele quis mostrar como as vezes o mundo pode ser injusto e que muitas vocês coisas que você se culpa, na verdade não foram vocês é o mundo que é cruel com você mas será mesmo? Será que tudo que fazemos, é o mundo que gira em torno disso? No caso da Hazel eu acho que sim, acho que o mundo foi injusto com ela, com Isaac, com o Augustus e com todas as vítimas de uma doenças que ninguém descobre a cura!!! Acho que para o livro, teve total sentido, mas podemos culpar as estrelas por tudo? Podemos apenas dizer que não foi você? É obvio que não! O nosso mundo é injusto, como qualquer pessoa pode ter um câncer e ficar SEC sem nenhum problema, outros morrem com a doença. Alguma vez, você já parou para pensar, que doentes como a Hazel, podem nem ligar para isso? Que muitas vezes eles não ligam de perder o cabelo ou não sei em casos como o Augustus, não se importam se perderem um braço, a perna ou algo do tipo, eles querem viver!!! Acho que foi isso que eu entendi do livro de John Green, o mundo é injusto para quem se permite, o mundo é justo para quem se permiti! Você pode viver o quanto quiser, a final … Alguns infinitos são maiores que outros.