Arquivo mensal: outubro 2013

[Resenha HQ] Maus (Art Spiegelman)

Imagine você ter um Pai, que é sobrevivente do Holocausto, que tem várias histórias para contar e ainda pode ajudar na sua profissão de Desenhista de Quadrinhos? Essa era a vida de Art Spiegelman. Ele escreveu a Graphic Novel, mas no final do livro, ele se desenha, com vários jornalistas em volta, dizendo que ele queria se inspirar em alguém ou conscientizar o mundo ou algo do tipo, e ele claramente diz, que não é nada disso, que ele apenas queria retratar a vida do seu pai, tudo que ele passou fazendo esse quadrinho, e etc. Conseguiu retratar tudo isso melhor que qualquer outro livro que eu li até agora. Vladek seu pai, passou por muitas coisas, que geralmente não são retratadas em livros de Holocausto, como tortura, mortes e responde também muitas perguntas de pessoas que são interessadas nesse assunto. Você já percebeu que a maioria dos autores que falam sobre isso, se restringem, mesmo sabendo muito sobre! Pelo o menos os autores que eu li até agora. Fizeram eu perceber que não foi apenas morte que rolou nisso, rolou também maldades antes disso. 
   Os traços do autor, são compatíveis com o tipo de HQ sendo relatada, mas sem perder o ar de “Quadrinhos” trazendo assim, uma mistura entre um assunto sério e um quadrinho normal, representando os personagens sendo animais, sendo assim: Alemães sendo representados por Gatos, Judeus por ratos, Poloneses por porcos e Franceses por Sapos. Além de contar isso, e sem tirar o foco total da história, Art resolve expor sua vida e como foi a trajetória para a criação desse quadrinho, mostrando partes ruins e partes engraçadas, expondo realmente seu lado “humano” de toda essa obra. Com certeza o livro ganha 5 estrelas e a minha admiração eterna. Se quiser saber detalhes e curiosidades do livro, assista a resenha em vídeo a seguir:

  

[Abandonei mesmo, e ai?] Diário de Anne Frank, de Anne Frank

ALOHA! Hoje venho trazer mais uma série aqui no blog, eu não vou curti muito fazer ela, porque eu odeio abandonar livros, mas esse foi necessário. O livro que vai estrear essa linda série é: Diário de Anne Frank. Muitas pessoas vão ficar tipo “Meu Deus, mas como você pode fazer isso?” “Mas é o melhor livro sobre o Holocausto de todos os tempos.” “VOCÊ NÃO SABE PELO QUE ELA PASSOU.” Na verdade, eu sei até demais pelo que ela passou, por isso eu larguei o livro.



























Eu abandonei esse livro, aproximadamente na página 280 e alguma coisa, foi o único livro que eu não consegui terminar, nem faltando 100 páginas. Eu já gravei um vídeo falando do porque, mas preciso escrever sobre isso também. Eu parei exatamente aonde ela fala sobre a sua EMPREGADA eu achei O cúmulo, fechei o livro e comecei A menina que roubava livros que será o terceiro livro do Holocausto que vou ler esse mês, anyway … Eu fiquei chocada ao descobrir que ela tinha uma vida vamos dizer “de burguesa”  enquanto milhares de judeus estavam morrendo nos campos de concentração! Ela viveu muito bem, em comparar com histórias que eu escutei, Anne Frank estava em um castelo encantado praticamente!!! Não estou dizendo que ela tinha que se f***** para o livro ficar bom, só que, o livro é sobre o Holocausto eu gostaria de ver mais sobre o Campo Nazista, o que eles passaram realmente, tem coisas totalmente desnecessárias no Diário que eu achei muito WTF, logo nas primeiras páginas você vai ver a Anne falando que ela está achando que vai começar a menstruar porque ela já vê sujeira em sua calcinha … OI? Sim, eu sei que ela pediu que o livro fosse publicado assim, e seu pai também quis, mas gente, Deus do céu. Acho que o livro seria um Diário de um Adolescente no Holocausto!!! Não indico o livro, prefiro Maus que fala muito mais sobre Nazismo, e o campo de concentração porque Vladek foi o personagem principal e sobreviveu dos campos para poder contar!!! Infelizmente, parei. Mas até agora estou AMANDO A menina que rouba livros, espero que seja tão belo quanto dizem! 

Afinal, A Culpa é das Estrelas mesmo?

Afinal, A culpa é das Estrelas mesmo John Green? Eu após editar um vídeo que vai ao ar para vocês na Segunda-Feira (21/10/13) eu parei para pensar e eu acabei achando várias perguntas, que não foram respondidas pelo João Verde no livro!!! Por exemplo, porque o nome do livro é “A culpa é das estrelas”? O que aconteceu com a Hazel? Então, eu achei um site, exatamente aonde respondem algumas dessas perguntas, que foram respondidas pelo próprio John Green, mas mesmo assim, me fizeram ter mais perguntas, e criar esse post para vocês.




























John Green, explicou que o nome do livro se chama “A Culpa é das Estrelas” porque ele quis mostrar como as vezes o mundo pode ser injusto e que muitas vocês coisas que você se culpa, na verdade não foram vocês é o mundo que é cruel com você mas será mesmo? Será que tudo que fazemos, é o mundo que gira em torno disso? No caso da Hazel eu acho que sim, acho que o mundo foi injusto com ela, com Isaac, com o Augustus e com todas as vítimas de uma doenças que ninguém descobre a cura!!! Acho que para o livro, teve total sentido, mas podemos culpar as estrelas por tudo? Podemos apenas dizer que não foi você? É obvio que não! O nosso mundo é injusto, como qualquer pessoa pode ter um câncer e ficar SEC sem nenhum problema, outros morrem com a doença. Alguma vez, você já parou para pensar, que doentes como a Hazel, podem nem ligar para isso? Que muitas vezes eles não ligam de perder o cabelo ou não sei em casos como o Augustus, não se importam se perderem um braço, a perna ou algo do tipo, eles querem viver!!! Acho que foi isso que eu entendi do livro de John Green, o mundo é injusto para quem se permite, o mundo é justo para quem se permiti! Você pode viver o quanto quiser, a final … Alguns infinitos são maiores que outros.

[Um pouco sobre] As Crônicas de Nárnia – Volume Único

Meus queridos amantes da leitura, hoje vamos falar um pouquinho sobre As Crônicas de Nárnia – Volume Único. Eu resolvi fazer esse post e um vídeo também, porque eu acho que antes de fazer a resenha individual de cada conto, que é o mais interessante, eu preciso falar do que você pode esperar do livro e o que é o mundo de Nárnia em si. 
Resultados da Pesquisa de imagens do Google para http://ci.i.uol.com.br/filmes/g/as_cronicas_de_narnia_2005_g.jpg
1- O que esperar? Você vai ter em mãos, um livo que você pode esperar qualquer coisa dele. Uma hora você pode estar triste e na página seguinte pode esta morrendo de felicidade e vice-e-versa
2- A qualidade do livro, é boa? Sim, com certeza, o livro é muito bem feito e você não vai estar perdendo nada e sim economizando. O livro conta com todos as Crônicas, que você pode achar em box separados se preferir, mas acho bem raro e caro, então se você quer economizar, essa é a minha dica.
3- As Crônicas são completas? Sim, o livro é um conjunto de todas as Crônicas, mas não tem nenhum corte, é integral.
4- Nunca soube da história, o que é Nárnia? Nárnia é um novo mundo, aonde você vai descobrir ao lado de 4 irmãos corajosos, que vão vivendo sua aventura e fazendo novos amigos, tudo através da sua imaginação.
5- Mas eu já sei a história porque eu vou ler? Porque primeiro, ler é SEMPRE bom, e segundo o livro não é só “A Feiticeira o Leão e o Guarda-Roupa” ele tem bem antes disso, o porque é um guarda-roupa, o como todos chegaram lá, e muitas outras coisas, que ainda não temos filmes!!!
6- É verdade que o livro é baseado em histórias da Bíblia? Sim, é uma curiosidade bem interessante, mas se você ler com atenção, você logo percebe, que temos vários fatores que são combinados com a Bíblia. Disseram-me, que foi feito com a ajuda de Padres, para ajudar as crianças a entender melhor a Bíblia em si, de uma forma mais educativa, sem aqueles termos que crianças não entendem!!!
7- Mas são histórias de crianças, porque eu deveria ler? Nárnia para mim, não tem nada de criança, Nárnia, é uma história linda, que vai te mostrar um novo mundo e conseguir fazer você exercitar a sua imaginação, não encare isso como um conto de criancinhas e sim como um aprendizado, não só nessa leitura, mas sim em todas.

Detalhes extras:
O livro tem ilustrações lindas (Que eu mostro no vídeo resenha, se você não entendeu algo do post ou quer ver as ilustrações e a qualidade do livro, é só ver no final do post, aonde terá o vídeo que eu faço.)

A capa é linda, e na minha opinião melhor que qualquer outra capa dos livros individuais
O livro conta com MUITAS páginas, não sei de cabeça no momento, mas são bastantes, te aconselho a dar uma revezada.

As páginas são brancas, mas não qualquer branco, é um branco fora do comum, então cuidado aonde for ler, REALMENTE dói a vista, então, procure não ler no sol, ou de baixo da luz, você pode cansar a sua vista e diminuir seu tempo de leitura.

[Resenha] A Hospedeira (Stephenie Meyer)

Olá meus queridos! Hoje vamos fazer a Resenha um pouco diferente … Eu quero fazer um formato mais fácil e mais pratico tanto para que ler essa resenha, tanto para quem escreve (No caso, eu.). Eu estou passando por uma crise existencial no blog, estou achando que tudo tem que evoluir e com isso muitas coisas vão mudar, eu espero que consigam entender as minhas palavras e explicações, vou tentar resumir a história e meus comentários o máximo possível e ainda se você não entender, por favor, assista a Resenha em vídeo, que eu sempre faço no vlog (Links no final do post) e tudo ficara resolvido!!! 

O livro A Hospedeira é um dos livros da autora Stephenie Meyer, autora da saga Crepúsculo, muito conhecida entre todos nós, mas muito mais conhecia, por inventar universos paralelos ao nosso, e coloca personagens apaixonados (E apaixonantes) vivendo dentro deles. Em A Hospedeira, Stephenie abusou bastante de sua criatividade para criar um novo mundo, ela criou uma nova realidade humana, aonde todos nós temos que conviver com “Novas almas” mas em nossos corpos. Agora você me perguntar, como assim Duda? É basicamente assim, o mundo foi “invadido” por “alienígenas” e eles tomam os corpos de humanos, transformando-os em outros pessoas, mas em seus corpos. Mas ainda … ainda, quase nada esta perdido. Melanie uma das pessoas que foram violadas por esses inimigos não detectados e uma das sobreviventes, se encontra em um conflito com a “alma” da antiga dona de seu atual corpo. Ainda não entendeu? Eu explico melhor. Melanie, era uma menina comum, até essa invasão, nela foram introduzido um tipo de “alma” vamos assim por dizer, eu ser inserido essa “alma” seus corpos sofrem por mudanças drásticas, em seu corportamento, memória e sentimentos. Mas nesse caso não, Melanie se recusa a deixar o corpo, e continua seu duelo entre quem vai ficar com esse corpo. Ok, já conhecemos um pouco sobre o corpo de Melanie, e pelo o que ela esta sofrendo, mas e essas almas, como ficam? Sim, elas tem vida, elas tem um nome e também tem um passado. Nesse caso a alma que foi inserida em Melanie se chama “Peregrina” mais conhecida como “Peg”. Tudo bem até ai? Esta entendo um pouco sobre um dos 10 mundos  que a autora criou? Ok então, mas vamos complicar. Já não bastava tudo isso já ter passado, ainda Peg pode ver as informações e pensamentos armazenados no cérebro de Mel, e o que acontece? Peg descobre a localização do paradeiro do namorado e irmão de Mel, e envia um e-mail para a sua “chefe” vamos dizer assim. Nisso Mel/Peg vai para essa atual localização, aonde eles estão. Jared namorado de Mel, fica super bravo no começo, no livro vemos isso bem claro logo no começo, Jamie seu irmão sempre carinhoso e fofo. Mas então, conhecemos Ian  um humano, que se apaixona por nada mais e nada menos que Peg  sim, ele se apaixonada pela alma  no corpo de Mel e então o livro começa a pegar fogo.
   Uma história aonde você pode contar com 10 mundos  diferentes, de pessoas e seres diferentes, cada um com seu estilo, linguá (ou forma de se comunicar, tem alguns que não falam, emitem sons) você pode se esperar muito, uma história perfeita, e um Best Seller, mas acho que eu tenho um pouco de preconceito com os livros da autora. Acho que ela deveria ter focado muito mais nos mundos e na Mel e Peg, esse conflito todo, do que nos meninos e no romance, acho que é um pouco um gosto meu, prefiro ver a surrealidade, do que um amor, que podemos ver em todos os lugares (Praticamente não, mas a autora conseguiu transformar). Eu adoraria ver uma continuação desse livro, só que concentrado nos planetas, não sei algo contato somente dos outros planetas!!! É isso, espero que tenham gostado 😀


Ler, te inspira?

Reading books makes you better.
O que te inspira? O que me inspira? O que inspira a humanidade? O que seria ideal? O que é “se inspirar”? Qual a sua maior inspiração? Você já foi inspirado hoje? Já se inspirou hoje? Muitas perguntas, e eu posso particularmente apenas responder com uma palavra: “Livros”. Eu desde que sou pequena, eu tento ler (Longa história) eu invento coisas, palavras, e desde de então, os livros estão em minha vida. Para alguns é só mais um livro, é só mais uma coisa chata, mais palavras, mais coisas para aprender, algumas pessoas só de pensarem em ler, já ficam traumatizadas, mas desde quando isso é ruim? Desde quando você aprender algo é ruim? Desde quando você ganhar seu tempo lendo algo é ruim? Tem muitas pessoas que não sabem o poder que o livro tem, e nem a inspiração que ele pode te dar. Já parou para pensar, quantos livros já ajudaram a uma pessoa a esquecer alguém que te fez mal? Quantas vezes um livro já fez a diferença no futuro de uma criança? Quantas vezes um livro foi utilizado como “remédio” para crianças? Ou quantas vezes uma criança cega, pode acreditar, ou imaginar em algo que ela não pode ler? É disso que eu estou falando. Quem é inspirado por um livro, não vê o livro como “mais um” que é inspirado por ele, vê o livro como “um portal” já parou para pensar? Um livro pode te levar para qualquer lugar, não importa aonde, ele te leva. E é isso, é essa a diferença que ele faz na minha vida, ler me inspira, me inspira a viver, me inspira a ter um olhar diferente, me inspira a ser quem eu sou, me inspira a fazer coisas boas, me inspira a continuar com o blog, me inspira a estudar, me inspira a tudo, eu quero que você saiba, eu quero que o mundo saiba de alguma forma, que ler, não é apenas “ler” ler, é TUDO. Se você nunca foi inspirado, acho que esta na hora de ler …

Texto por: Duda Nogueira